segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Sardela

Gentemmmm! Tinha esquecido de postar a foto. Mil desculpas!!!

Acho que muita gente aqui não vai conhecer este antepasto. Na verdade, eu também não conhecia até morar em São Paulo. E é figurinha obrigatória em qualquer restaurante ou cantina italiana que se preze (de lá). Viciei! E agora que voltei para o Rio fico procurando em todos os lugares, mas aqui não é tão comum. Resolvi fazer a minha própria. Peguei essa receitinha do Zakuskas. Pela receita vocês podem perceber que trata-se de uma pastinha com gosto bem acentuado. Não é para qualquer paladar. Costumo dizer que não sou uma garota “queijo minas”, sou uma garota “gorgonzola”. Hahahahaha. Gosto de comidas com bastante tempero e gosto marcantes. Se vocês também são assim, deliciem-se! Ahhh, se a conserva for bem feitinha dura uns 2 meses na geladeira!




3 pimentões vermelhos grandes

3 dentes de alho

1 lata de filé de sardinha em óleo

50 g de aliche ou filé de sardinha anchovada

Molho de pimenta a gosto

Sal a gosto



Lave, limpe e corte os pimentões em pedaços médios. Numa panela grande, coloque o óleo da latinha da sardinha com os dentes de alho descascados e os pimentões. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo mexendo de vez em quando.

Quando estiver bem cozido, coloque no liquidificador com a sardinha, o aliche e um pouquinho de molho de pimenta. Bata tudo e vá provando o sal e a ardência. Deixe esfriar e sirva com um pãozinho italiano...

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Momento Happy Hour: Tequila Sunrise

Este é um dos meus drinks favoritos! É colorido, refrescante e tem um sabor.... Daqueles que enganam, sabem? Você acha que está bebendo um suquinho... Mas depois de 2 drinks... Cuidado ao se levantar.. hahahahaha Tem esse nome, sunrise ou pôr-do-sol, pelo lindo degradée que forma pela mistura do suco de laranja com a groselha. A receita abaixo é a mais conhecida, mas existe uma outra com tequila, suco de laranja, suco de limão e licor de cassis que é igualmente fantástica!


Tenho recebido muitos comentários no “momento happy hour” de colegas que não bebem nada alcoólico. Este drink é perfeito para adaptação! Estou muito feliz que vocês tem gostado deste cantinho. Obrigada pelas visitas!



1 1/2 de tequila

3 partes de suco de laranja

2 colheres de chá de groselha ou grenadine



Num copo alto, coloque bastante gelo, a tequila e o suco de laranja. Por ultimo coloque a grenadine ou groselha e não mexa. Deixe que ela assente no fundo do copo. Tin-tin!

Feijoada

Verão e samba combinam. Verão, samba e feijoada mais ainda. Nada mais brasileiro que uma boa feijoada não é? Eu ADORO! Como não tenho hábito de comer feijão todos os dias, no dia em que como acaba se tornando um super evento! Esta aqui eu fiz já faz tempo mas, tinha esquecido de postar. Como ainda estou sem tempo resgatei esta receitinha super “brazooka” para vocês.




Para 14 pessoas

1 kilo de feijão preto

8 linguiças paio

400 gramas daquela linguiça fininha

800 gramas de carne seca

1 kilo de lombinho de porco

600 gramas de costelinha de porco salgada

200 gramas de bacon

1 cebola ralada

1 cabeça de alho

½ copo de azeite ou óleo



Começar na noite anterior colocando o feijão de molho em água. Também na noite anterior, coloque as carnes salgadas de molho em água. Troque de água umas 3 vezes até o dia seguinte. Corte as carnes de modo a facilitar o cozimento e a hora de servir.

No dia seguinte, dar uma fervura nas carnes salgadas apenas para retirar a gordura. Faça o mesmo com o feijão, ou seja, coloque o feijão na panela quando começar a ferver escorra bem e troque a água. A feijoada para esta quantidade de feijão demora em média 3 horas para ficar pronta. Fique atento ao relógio. As carnes possuem tempos diferentes de cozimento.

Coloque o feijão na panela e em fogo baixo adicione a água. Passada meia hora adicione a carne seca e o bacon. Passada outra meia hora, adicione a costelinha. Outra meia hora depois adicionar as linguiças e o lombinho. Mexa de vez em quando para não grudar no fundo da panela. Com o auxilio de uma escumadeira, vá retirando uma espuma densa que vai se alojando na beirada da panela. Se o caldo estiver ficando muito grosso, adicione mais água.

Quando a feijoada estiver quase cozida, numa frigideira, coloque o azeite e o alho (para dar uma leve dourada) quando o alho estiver quase pronto adicione a cebola e deixe ela amolecer um pouco.

Junte o refogado a feijoada e deixe pegar um pouco de gosto. Sirva com arroz, farofinha, couve e laranja.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Saladinha de Kani com Serpentina

Oi gente! Eu ando tão sem tempo para cozinhar ultimamente... E com esse calor que tá fazendo então... Sei que já devo estar virando uma chata que não para de reclamar do calor, mas eu não agüento...Me desculpem...Meu sonho de consumo era ter um ar-condicionado na cozinha, daqueles de congelar hahahahahah Já to sonhando acordada, olha... deve ter delírio de calor...


Com essa temperatura, so estando na praia mesmo. Aliás, esta sugestão aqui é ótima para ser preparada antes da praia. Depois, é so chegar em casa, tomar aquele banho refrescante e saborear bem geladinha..



6 bastões de kani desfiados

½ pimentão vermelho picadinho

½ cebola roxa picadinha

1 cenoura pequena ralada

3 colheres de sopa de maionese

1 colher de sopa de mostarda

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Momento Happy Hour: Cucumber Martini ou Martini de Pepino

Gente, vocês não vão acreditar em mim. Mas este drink é feito com pepino mesmo. E eu não estou postando aqui coisas que eu não experimentei, não... Já experimentei e é bom demais! Claro que não foi assim tão fácil. O garçon do restaurante em Buenos Aires que eu estava jantando (Tegui – maravilhoso!) resolveu oferecer gentilmente este drink para minha mesa. Lógico que perguntei o que era. Mas o garçon insistiu que provássemos antes. Dito e feito. Provei e gamei e fiquei ao mesmo tempo pasma de ser feito com PEPINO. Pedimos váaarios depois da cortesia, pagando, é claro... Espertinho esse garçon, não?




1 e ½ dose de gim

1 pepino japonês

2 colheres de sopa de vermouth

Gelo


Comece preparando no dia anterior. Descasque o pepino e corte ele ao meio no sentido mais comprido. Retire a semente e corte e finas fatias. Pegue ½ dose do gim e junte ao pepino (como numa marinada). Deixe de um dia para o outro.

No dia seguinte, coe o gim e descarte o pepino. Numa coqueteleira junte o vermouth, o gelo e o restante do gim. Mexa bem, coe o gelo e sirva num copo de Martini.

*Foto retirada da Revista Época SP

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Pastinha com Espinafre e Frango

Final do ano vai se aproximando e vai dando uma preguiça de tudo... Parece que quando chegar no dia 1° de janeiro todas as nossas energias estarão totalmente renovadas, não é? Eu nunca entendi isto, mas o fato é que dezembro é o mês que nos sentimos mais cansados e em janeiro já sentimos uma sensação de renovação incrível! Deixemos os pratos complicados para janeiro. Agora em dezembro é só na molezinha, mas sem perder o sabor...




1 peito de frango

½ maço de espinafre

½ cebola cortada em fatias bem finas

250 gramas de macarrão caracolino

½ xícara de creme de leite fresco

2 dentes de alho

Suco de 1/3 limão

Sal a gosto

Pimenta do reino a gosto

2 + 2 colheres de sopa de azeite



Corte o frango em tirinhas. Tempere com sal, pimenta, o suco do limão e o alho amassado e reserve.

Corte a cebola e separe apenas as folhas do espinafre. Cozinhe o macarrão.

Numa panela bem quente, coloque 2 colheres do azeite e depois o frango. Deixe ele um pouco, até tomar um pouco de cor. Retire o frango da panela e reserve. Coloque as outras 2 colheres de azeite e some a cebola. Deixe que fique bem murchinha.

Adicione o espinafre e o frango. Quando o espinafre tiver murchado, adicione o creme de leite. Prove o sal e a pimenta. Na mesma panela, adicione o macarrão e misture bem.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Carne de Panela à Minha Moda

Eu já fiz uma carne parecida por aqui. Mas resolvi dar uma inovada e não é que ficou melhor? Acho esse lagarto de panela super prático, pois cai bem com um simples arroz, fica delicioso com um purezinho de batata inlesa ou de batata baroa. O bom mesmo é fazer mais quantidade para sobrar um pouquinho e ser devorado com delicioso pão fresquinho no jantar. Já viu isso? Ficar brava quando não sobra nada? Vai entender...




1 peça de lagarto sem gordura (800 a 900 gramas aprox.)

5 tomates grandes maduros

1 cebola média

5 colheres de sopa de molho shoyo

3 colheres de sopa de óleo ou azeite

3 dentes de alho

½ colher de chá de cominho em pó

½ colher de chá coentro em pó

½ colher de chá de pimenta do reino

Sal a gosto


Faça uns furos na carne com o auxílio de uma faca. Amasse o alho. Esfregue todos os temperos, menos o sal, juntamente com o alho na carne. Reserve.

Pique a cebola em pequenos pedacinhos. Lave bem os tomates. Retire o miolo e as sementes e coloque-os no liquidificador. Na função pulsar, triture os tomates até que fique líquido.

Na panela de pressão, coloque umas 2 colheres do óleo e deixe esquentar bem. Sele a carne, ou seja, deixe a carne ficar bem douradinha de todos os lados. Não se preocupe se o fundo da panela for ficando escuro. Esta é a intenção. Quando a carne tiver atingido este ponto, retire e reserve. Coloque o restante do óleo e a cebola. Vé mexendo bem para ir se misturando aos temperos grudados no fundo da panela. Junto o molho com os tomates, misture bem. Junte o molho shoyo. Prove o sal. Se necessário, adicionar mais. Some a carne a panela tampe-a e conte 50 minutos depois de ter pego pressão. Esse tempo amaciará bem a carne mas não a desmanchará.

Passado este tempo, retire a tampa de deixe mais uns 10 minutos em fogo médio até o molho tenha secado mais um pouco.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Momento Happy Hour : Cosmopolitan ou “Cosmo” para os íntimos


Quem ainda não conhecia o Cosmopolitan passou a conhecer depois da série ou filme “Sex and the City”. É o drink predileto das meninas mais descoladas da TV e do cinema mundial e tornou-se o drink símbolo de Nova Iorque. Virou praticamente atração turística tomar um “cosmo” num dos bares freqüentados pelas personagens do seriado. Se os gostos de Carrie Bradshaw e sua turma pelos modelitos fashion, às vezes, são um pouco questionáveis, eu não poderia dizer o mesmo quanto ao drink! É delicioso, levíssimo! Típico “drink de menina”. Não se iludam, não é doce, e vale a pena até a última gota.


30 ml de vodka

20 ml de cointreau (ou a mesma quantidade de triple sec)

20 ml de suco de cranberry (a venda em caixinhas de 1 litro em grandes supermercados)

5 gotas de suco de limão

gelo


Misture tudo numa coqueteleira e sirva numa taça beeem linda sem o gelo. Tin tin!

Saladinha de Bacalhau

Acho que esta aqui vai ser a minha primeira sugestão natalina! É rápida de preparar, saborosa e resistente as altas temperaturas do verão brasileiro. Rsrsrsrsr Ehhh... porque eu fico tensa quando tem alguma coisa com maionese nesse calorão. Acho que vai estragar em meia hora. Aqui não Rio eu não duvido. Preferi então sugerir esta opção que acentua bastante o sabor do bacalhau, já que não tem nenhum creme, molho para distrair a atenção. Ahhh, e ainda é super light. Espero que gostem. É uma entradinha “chic demais”. Porque simples é chic né, gente? Hahahahah





1 posta de bacalhau

Leite

3 batatas médias

½ cebola grande bem picadinha

3 colheres de sopa de azeitonas picadas (tanto faz se verdes ou pretas)

3 colheres de sopa de alcaparras

2 colheres de sopa de salsinha picadinha

2 colheres de sopa de vinagre de vinho branco

Pimenta calabresa a gosto

Azeite a gosto

Dessalgue o bacalhau e depois coloque a posta para cozinhar no leite. Quando você reparar que as camadas estão se soltando, é hora de desligar o fogo. Com a mão vá debulhando o bacalhau em lascas.

Descasque as batatas e cozinhe elas ainda inteiras até que fiquem macias. Não pode ficar muito mole. Depois de cozidas, corta-as em rodelas.

Junte os demais ingredientes e já está pronta! Coloque na geladeira e sirva bem geladinha. Se necessário depois de retirar da geladeira coloque mais azeite.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Bolo Caramelado com Banana

E dezembro está aí (será mesmo? Com esse tempo nublado)...Eu não sei como anda o tempo aí aonde vocês moram. Mas aqui em Juiz de Fora (passo os dias de semana aqui e finais de semana no Rio), só chove. Barulho de trovoada o tempo todo. Já prevendo como seria o final do dia e à noite, pensei num bolo bem aconchegante. Para tomar com aquele cafezinho bem cheiroso... Hummm


Fiz um bolo de banana diferente. Juro que não me tomou muito tempo. Na verdade é um bolo COM banana e não DE banana, já que não leva a fruta na massa. A massa ficou levíssima! Não tenham preguiça, batam as claras em neve porque sempre deixa o bolo mais fofinho. Espero que gostem!!



2 xícaras de farinha de trigo

3 ovos (separe a clara das gemas)

1 xícara de açúcar mascavo

1 xícara de açúcar refinado

2 colheres de sopa de manteiga ou margarina

1 xícara de leite

1 colher de chá cheia de fermento em pó instantâneo

1 pitada de canela

Para calda

¾ xícara de açúcar refinado

7 a 8 bananas nanica ou prata bem madurinhas

Comece pela calda. Eu usei uma forma de bolo inglês. Coloque o açúcar e leve ao fogo para formar a calda. Igual a de pudim. Depois corte as bananas em 3 ou 4 pedaços e disponha por cima do caramelo uma bem juntinha da outra. Reserve. Quando esfriar unte as laterais com manteiga.

Bata as claras em neve e reserve. Na batedeira, coloque a manteiga, os açucares e as gemas. Bata até formar um creme. Depois vá adicionando a farinha e intercalando com o leite. Bata bem. Com o auxílio de uma espátula, misture o fermento e a canela. Incorpore a massa. Por ultimo, misture cuidadosamente, também com a espátula, as claras em neve.

Leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 30 a 40 minutos. Desenforme ainda quente.